domingo, 11 de novembro de 2012

TJ da Paraíba nega recursos de Michel Teló e mantém bloqueio dos lucros da música “Ai se eu te pego”



A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba negou, na sessão desta quinta-feira, recursos do cantor Michel Teló e da Editora Musical Panttanal Ltda e manteve o bloqueio dos lucros e receitas da música “Ai se eu te pego”. A decisão foi por unanimidade. Os recursos foram movidos por Teló e pela Panttanal contra decisão do juiz da 3ª Vara Cível de João Pessoa, Miguel de Brito Lyra, que, em março deste ano, determinou o bloqueio judicial do faturamento da música. A Panttanal pertence ao cantor Michel Teló. Segundo o advogado Márcio Garcia, com a decisão da Justiça paraibana, Michel Teló e a Panttanal permanecem na obrigação de consignar em juízo a lucratividade referente à música. Márcio Garcia lembrou que, recentemente, o cantor Michel Teló foi condenado a pagar multa de R$ 2 milhões por descumprir decisão judicial de depositar em uma conta no Banco do Brasil o dinheiro arrecadado com a venda da música. O valor da multa terá de ser depositado em juízo. “Se ele não pagar a multa, terá os bens bloqueados, inclusive um apartamento de sua propriedade em São Paulo”, disse o advogado, que defende interesses das estudantes paraibanas Maria Eduarda Lucena dos Santos, Marcela Quinho Ramalho e Amanda Borba Cavalcanti de Queiroga. As três estudantes reivindicam na Justiça a coautoria da música “Ai se eu te pego”, sucesso na voz Teló. Mas o cantor só reconhece como autores os baianos Antônio Digss e Sharon Aciolly e outras três estudantes paraibanas: Amanda Cruz, Aline Medeiros e Karine Assis Vinagre. Juntamente com Maria Eduarda, Marcela Ramalho e Amanda Queiroga, Aline Medeiros e Karine Assis Vinagre criaram o refrão “Ai se eu te pego” em 2006, durante uma viagem à Disney, em Orlando, nos Estados Unidos. Amanda Cruz não participou da viagem. Em 2008, Aline e Karine e Marcela Ramalho viajaram de férias a Porto Seguro, na Bahia. Em um palco para apresentações artísticas locais, elas foram assistir a um show da cantora Sharon Aciolly e começaram a repetir o refrão “Ai se eu te pego” para os dançarinos da banda. Sharon Aciolly e Antônio Digss aperfeiçoaram a letra e, como supostos autores, autorizaram Teló a gravar a música. No início de fevereiro, os advogados de Michel Teló estiveram em João Pessoa e fecharam um acordo com três estudantes- Aline, Karine e Amanda- e deixaram Maria Eduarda, Amanda Queiroga e Marcela Ramalho fora do acordo. Elas resolveram reivindicar a coautoria na Justiça.


Portal Correio

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

OBRIGADO POR COMENTA NO BLOG FERNANDO.COM SEU PORTAL DE FORRÓ