sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Baterista já movimenta as pernas, a cabeça e os olhos



Notícia boa para os fãs da Banda Estakazero. O baterista Paulo César Perrone Júnior, 34 anos, vem reagindo bem ao tratamento, 1 ano após ser atingindo por uma bala na cabeça quando saia de uma agência bancária em Salvador, no dia 19 de julho de 2011.

Perrone já movimenta os braços, as pernas, a cabeça e os olhos. O músico responde a alguns estímulos com o piscar dos olhos. O músico teve uma grave lesão neurológica. Ele ficou em coma induzido por 35 dias. A chance de vida quando ele chegou ao hospital era baixa, ele tem hoje uma sequela neurológica importante.

A família tem um custo mensal de R$ 10 mil com o tratamento do músico. “Compramos alguns medicamentos, a maior parte é cedida pelo SUS, mas pagamos uma fonoaudióloga, dois fisioterapeutas, um neurocirurgião, uma cuidadora e um advogado, além do custo com alimentação”.

A Estakazero, banda que o músico integrava, paga outra fonoaudióloga que também cuida dele.

Até a primeira quinzena de agosto, ele deve se mudar com a família para uma casa em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador.

Três pessoas foram presas sob a suspeita de participar da ação contra o baterista Paulo César Perrone Júnior. Um dos suspeitos é apontado pela polícia como líder de uma quadrilha de "saidinhas bancárias" que atuava em Salvador e responsável por mais de 100 crimes do tipo na região.

Com informações do G1 Bahia

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

OBRIGADO POR COMENTA NO BLOG FERNANDO.COM SEU PORTAL DE FORRÓ